Não existe receita pronta quando o assunto é o sono dos bebês, até porque cada criança tem comportamentos específicos. Mas as dúvidas, principalmente dos papais de primeira viagem, são muito frequentes. Para tentar sanar algumas dessas questões, apresentamos uma série de mitos e verdades que envolvem o sono dos pequenos.

 

  • Se o bebê não tirar nenhuma soneca durante o dia, dormirá a noite inteira.

Mito! Conforme vai crescendo o bebê vai passar a ter um sono mais noturno do que diurno, mas as sonecas são fundamentais. Principalmente nos primeiros meses. Além disso, não tem uma relação concreta e saudável a afirmação da frase acima.

  • Não é aconselhado dormir com a barriga cheia.

Verdade! O peso da comida no estômago da criança pode provocar algum mal-estar. Recomendam-se apenas alimentos de fácil digestão à noite e quando a criança apenas se alimenta do leite materno, deve-se esperar o bebê arrotar para minimizar o risco de regurgitar.

  • A criança pode, sem problemas, dormir vendo televisão.

Mito! A criança tende a ficar excitada quando assiste filmes e desenhos animados antes de dormir. Além disso, também há indicativos de que a exposição à televisão e outras telas eletrônicas, antes de dormir, reduz o tempo de descanso em até trinta minutos.

  • Os bebês não sonham.

Mito! Existem inclusive pesquisas que indicam o início do sono ainda antes do nascimento.  O que não se consegue averiguar precisamente é o conteúdo dos sonhos das crianças, mas acredita-se que os bebês sonham primeiramente com cores, depois com seus familiares e assim sucessivamente.

  • Toda criança aprende sozinha a dormir.

Mito! Poucos são os bebês que desenvolvem sozinhos a capacidade de dormir, na maioria dos casos é preciso que a criança seja ensinada a dormir: isso acontece com o balançar, por exemplo.

  • A criança pode ter insônia.

Verdade! Embora não seja tão comum, alguns aspectos comportamentais podem provocar insônia ainda na infância. Portanto, é importante que os pais estejam atentos, desde cedo.

  • Depois do primeiro mês de vida não é mais preciso acordar o bebê que dorme a noite inteira.

Verdade! No primeiro mês, essencialmente, a criança não deve ficar mais de seis horas sem se alimentar. Depois desse período, de fato não é mais preciso acordar o bebê no meio da noite, apenas acompanhar se está ganhando peso e se desenvolvendo adequadamente.