Exercício e dieta para retomar a forma física

ensaio 1
Momentos eternizados através das fotos
26 de abril de 2016
Cartão Fidelidade Baby’s Club®!! 5 mil clientes cadastrados
26 de abril de 2016
A female jogging for exercise.

A female jogging for exercise.

Voltar à forma física após a gestação é o desejo de muitas mães. Mas, como conseguir isso?  “A minha orientação é procurar um nutricionista para adequar uma dieta saudável e que permita perder gordura e fazer exercícios físicos orientados para tonificar a musculatura, auxiliar a perda de gordura e principalmente para fortalecer o abdômen e ter paciência”, indica a educadora física e especialista em saúde e bem estar, Caroll Martins.

Ela alerta que o tempo que cada mamãe leva para retomar a forma de antes da gravidez depende de cada pessoa e também do tipo de parto. Em caso de parto normal, a recuperação da mulher é mais rápida. “A cesárea, por ser uma cirurgia, requer mais tempo de repouso, mas em torno de 30 dias já está liberada para caminhadas leves”, diz.  Após a liberação do médico, o ideal é iniciar os execícios de forma mais leve. “Inicialmente exercícios aeróbicos leves (caminhada por exemplo) alongamento e a medida que for avançando deve-se fazer o trabalho completo (musculação + aeróbico + alongamento) para tonificar a musculatura novamente, ajudar o abdômen a voltar para o lugar e perder gordura e líquidos excedentes”, indica Caroll.

Uma recuperação rápida permite o retorno aos exercícios em 15 dias. Algumas variáveis podem determinar o tempo de retorno à forma: idade, cuidados com alimentação e exercicios físicos durante a gravidez, parto, recuperação, cuidados com alimentação pós parto, treinamento e biótipo. “Há mulheres que exibem um belo abdomem um mês após darem a luz, mas isso é raro. Pela minha experiência como personal trainer de várias recém mamães posso dizer que de uma maneira geral a mulher volta a forma que tinha antes da gravidez no período entre 6 meses e 1 ano e requer um certo esforço sim”, diz.  “Mas cada caso é um caso e por isso depende de liberação médica”, reforça Caroll.

Segundo ela, o histórico de exercício físico faz diferença. “Mulheres que treinaram durante a gestação apresentam uma musculatura mais resistente, contudo deve-se levar em consideração o tempo que a mulher ficou parada, por isso o início é leve”, ressalta. Ela lembra que quem fez cesárea demora um pouco mais para trabalhar a musculatura abdominal – em torno de 40 a 60 dias. Em ambos os casos deve -se evitar exercícios na água (natação, hidroginastica) até que o colo do útero esteja bem cicatrizado (30 dias aproximadamente) e não tenha risco de uma infecção. “Fazendo o trabalho certo o resultado virá”,  reforça a personal trainer.

“Eu ganhei 14 quilos, não me preocupei muito com o ganho de peso e sim em me manter saudável, comia tudo que tinha vontade e sempre priorizando alimentos saudáveis. Antes de engravidar eu fazia caminhadas duas vezes por semana, não era muito regrada, mas com o estímulo do meu marido íamos correr/caminhar. Depois que engravidei, ainda fui algumas vezes mas me sentia muito cansada e sem energia para caminhar no final do dia, então comecei a fazer yoga. Fiz yoga para gestante até os nove meses, me ajudou muito a me manter ativa, não inchei nada e ainda conheci muitas outras mulheres que compartilham a maternidade comigo até hoje.

Depois que o bebê nasceu não fiz mais nada, eu amamento no peito em livre demanda e até os três meses eu não tinha tempo pra nada e, honestamente, não conseguiria ficar longe dele. Considero os primeiros três meses como exterogestação e acho importante estar disponível pra ele. Perdi 7 quilos assim que sai do hospital, os outros 7 quero perder no meu tempo, não é essa a minha prioridade. Agora que ele fez quatro meses, começo a ter uns pequenos intervalos para mim, mas dependo de alguém para ficar com ele, o que nem sempre é fácil já que o pai trabalha fora. Se tudo der certo pretendo começar a fazer baby yoga, uma atividade que eu gosto e que posso fazer junto com o meu bebê.

Entreguem-se, é difícil, cansativo e exaustivo, mas o bebê precisa de nós. Vai ter o tempo pra tudo, para voltar a fazer exercício, para ficar com o marido, para sair de casa, pra se vestir bem. E esse é o tempo de cuidar e entregar-se de corpo, alma e leite pra essa vidinha, que logo vai estar distribuindo sorrizinhos e fazendo a gente se apaixonar todos os dias mais e mais”.

 

Thais Rucker, 38 anos, jornalista

4 Comentários

  1. Oi, tudo bom?
    Sabemos bem o quanto é difícil todo o processo de emagrecimento. Mas claro com dedicação e com o acompanhamento correcto, tudo se consegue. Estou aqui para dar força a todas as pessoas que desejam emagrecer com saúde e de uma forma bastante sólida.
    Ficam aqui os meus parabéns ao seu blog.
    Solange

  2. Odile Gomes disse:

    Olá,
    Adorei o seu site. Eu própria já fui gordinha :), mas com muita força de vontade e aconselhando-me bastante em sites de emagrecimento, consegui perder 38 Kg.
    Estou aqui para dar bastante força a todas as pessoas que pretendem perder peso de uma forma saudável.
    Não desistam. Acreditem no vosso crer.

  3. Regina disse:

    Muito bom, super esclarecedor. Também recomendo. Continue com o seu bom trabalho. Valeu 😉

  4. Opa, tudo bom?
    Adorei o vosso artigo. Vou tornar-me vossa seguidora e acompanhar todas as vossas novidades.

    Valeu pelo compartilhamento

    Um beijo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *