Cirurgia plástica e o momento da gravidez

barriga-gravida
Acabe com os mitos que chateiam a gravidez
23 de maio de 2016
gravidez1
Exercícios físicos no período da gestação
23 de maio de 2016
mamoplastia-protese-silicone1

Cada vez mais as mulheres estão aproveitando das tecnologias e dos avanços da medicina e da estética para ficarem mais belas. No entanto, mulheres que optam pela gravidez apresentam muitas dúvidas e questionamentos sobre o tema. Conversamos com o cirurgião plástico Ricardo Lodeiro, que esclarece as principais questões sobre a cirurgia plástica antes e após a gestação. Confira a seguir.

A mulher moderna tem como uma das preocupações a perda da forma física durante a gestação e a dificuldade que pode ter em voltar ao peso ideal. Que tipos de intervenções podem ser feitas após o parto e quanto tempo depois do nascimento do bebê deve se esperar?

Qualquer procedimento é possível após a gravidez. As indicações técnicas permanecem as mesmas de antes: cirurgias de contorno corporal (lipoaspirações, abdominoplastias e cirurgia nas mamas) permanecem com suas limitações, como por exemplo, os limitados resultados, quando feitas em mulheres acima do peso ideal (IMC > 25), pele com qualidade elástica comprometida (estrias), etc.

Avaliar cuidadosamente essas e outras condições da candidata a um procedimento e esclarecer abertamente as limitações de resultados é papel do cirurgião voltado à ética e à paciente. A indicação de um procedimento por conveniência sem a observância de seus limites é caminho certo para desastres, muitas vezes irreparáveis!

A espera deve considerar a recuperação cicatricial (da cesariana em casos de abordagens plásticas abdominais – lipo e/ou abdominoplastias), o que significa de 6 a 8 meses no mínimo, ou a plena regressão mamária que ocorre após amamentação, que normalmente pode ser estimada em cerca de 6 meses após a última mamada. Existem outras limitações que, senão forem consideradas, também põem em risco os resultados do procedimento. Mais uma vez surge a necessidade de buscar a opinião de um profissional sério, competente e de alto nível técnico.

Com a maternidade sendo adiada em função da carreira profissional, muitas mulheres fazem procedimentos antes de engravidar, como cirurgias plásticas e lipoaspirações. Existe algum risco em engravidar depois? Quanto tempo depois do procedimento é possível?

O corpo humano é fantástico em se readaptar para poder reproduzir. O maior problema da gravidez (se isso puder ser chamado de problema) é que esse novo estado corporal pode provocar alterações em toda e qualquer parte do corpo, o que coloca em cheque os resultados e/ou desejos programados com a cirurgia plástica. É tecnicamente possível engravidar no dia seguinte à cirurgia plástica realizada, mas dificilmente seria algo sensato. Ao optar pela gravidez, a mulher opta por um novo momento em sua vida e o conceito de estética passa a incluir a beleza materna como elemento fundamental. Ser mãe é lindo e as consequências físicas são imprevisíveis. E, sinceramente, eu diria: sem importância perto da felicidade que está para chegar. Tome cuidado para não extrapolar, cuide da pele e da saúde em geral, são passos importantes que contribuirão para atenuar os efeitos físicos e hormonais do período da gravidez e, certamente, para reduzir as insatisfações com o corpo que poderiam se seguir. Uma avaliação séria inclui os planos para uma gravidez e seu momento, de forma a evitar desperdício de recursos e procedimentos desnecessários ou arriscados (a redução da pele do abdômen antes da gravidez pode resultar em uma tragédia estética sem precedentes e sem menor chance de reparação).

Segredos da cirurgia plástica pós-parto

Confira algumas dicas para recuperar o contorno corporal após a gravidez e entenda mais sobre os procedimentos cirúrgicos pós-parto. Especialistas aconselham as futuras mamães a cuidarem para não engordarem muito durante a gravidez, pois atrapalha bastante no processo de recuperação da boa forma. Alterações hormonais e acúmulo de líquidos e gorduras podem deixar os seios flácidos, abdômen com gordura localizada, acompanhado de flacidez e estrias. Confira a seguir.

A cirurgia plástica deve ser realizada somente após seis meses do parto. Período em que, geralmente, a mãe parou de amamentar e o vulcão hormonal vai acalmando. Agora, em caso de mamães que ainda apresentam sobrepeso, é aconselhável a visita ao nutricionista ou endocrinologista e a prática de exercícios físicos antes de recorrer ao bisturi. Em qualquer caso, é importante o acompanhamento e opinião do ginecologista.

As cirurgias plásticas mais procuradas são lipoaspiração, colocação de próteses mamárias, com ou sem cirurgia para retirada de pele em excesso (flacidez), e abdominoplastia. A lipoaspiração é usada para remodelar o corpo, retirar acúmulo de gordura localizada, em pacientes que não apresentam flacidez.

Sem dúvida, a abdominoplastia é a cirurgia mais sonhada pelo público feminino, principalmente para aquelas que foram mamães mais de uma vez. O procedimento remove gordura e pele em excesso numa única cirurgia, sem falar que, com a retirada do excesso de pele, vão-se também as estrias. Nesse procedimento também, hérnias podem ser fechadas.

Por falar nelas, nas estrias (terror que tira o sono de muitas mamães), é possível retirá-las durante a realização da abdominoplastia, quando elas se localizam na parte inferior do abdômen, abaixo do umbigo. Agora, quando se localizam nos flancos e nos seios é impossível se livrar. Então, o importante mesmo é prevenir o surgimento de estrias, engordando apenas o recomendado pelo médico e hidratando bem o corpo durante a gravidez.

Em qualquer tipo de cirurgia plástica pós-parto, é importante a paciente conversar com o médico sobre o desejo em ser mãe mais uma vez, pois uma nova gravidez pode comprometer o resultado da cirurgia plástica anterior. A paciente tem de ser honesta com seu médico. No caso de uma abdominoplastia, por exemplo, pode ocorrer estiramento da pele e o surgimento de estrias profundas. Em certos casos, é melhor adiar a cirurgia para depois da constituição da família.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *