Células-tronco podem ser extraídas dos dentes de leite

cama-compartilhada-jpg-01-teste
Compartilhando a cama
25 de julho de 2016
grandma-and-baby
A doçura da criação dos netos
25 de julho de 2016
BoywithToothBrush

Pesquisadores do mundo todo descobriram que existem células dentro do dente de leite que possuem células-tronco, assim como já se sabe que existem em cordão umbilical e medula óssea. O maior benefício da coleta dos dentes de leite é que podem ser programados e são vinte possibilidades. Eles iniciam a erupção por volta dos seis meses e as trocas por dentes permanentes por volta dos seis anos. Os dentes decíduos, popularmente conhecidos como dentes de leite, têm características parecidas com os dentes permanentes (adultos), apesar de se apresentarem mais branquinhos e terem um tempo definido em boca.

 

Mas como isso funciona?

É feita a remoção do dente de leite em consultório odontológico, após verificação de que este dente está em condições ideais. Após a remoção e dispensado o dente em solução específica para manter as células ativas e enviado a um centro de criogenia, onde é feito o cultivo e armazenamento das células, podendo ser usadas quando solicitadas.

 

Quem pode se beneficiar?

Por serem células-tronco mesenquimais multipotentes, capazes de se diferenciarem e se transformarem em várias outras células, podem ser utilizadas pela própria criança doadora e também por seus parentes próximos. Essas células têm o potencial de tratar e de paralisar mais de 350 doenças.

Agora que você já sabe disso, não deixe de se programar!!

“Somente o sorriso da criança, nos faz acreditar num futuro melhor e num mundo mais justo” (Mestre Ariévlis)

 

Dra. Deisi Damin e Dra. Camila Magalhães

Odontopediatra

CRO 18512 e CRO 16781

www.spaziosorriso.com.br

Fone: 51. 3207.9617

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *